Qual curso técnico é preciso fazer para trabalhar na indústria?



Atualmente, nos meios empregatícios, muito se fala da Indústria 4.0, reconhecida como a Quarta Revolução Industrial, intensamente envolvida no processo que abrange inovações tecnológicas da indústria mundial. Essa definição vem da Associação Nacional em Pesquisa e em Desenvolvimento de Empresas Inovadoras, ou Anpei.

Recentemente, colaboradores do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial, o Senai, estruturaram um novo Mapeamento do Trabalho Industrial entre 2019/2023, por meio do qual se produz uma estimativa que indica a preparação de mais de 10,5 milhões de profissionais no setor industrial, que estão em nível superior, nível técnico, com qualificação e aperfeiçoamento até o ano de 2023. Esse movimento de nova capacitação é imprescindível.



Para dar um impulso nesse aperfeiçoamento que se inicia, abaixo seguem oito exemplos dos melhores cursos técnicos no ramo industrial. Confira:

A – Curso Técnico de Eletrônica. Essa profissão não se limita à manutenção em aparelhos e em sistemas eletrônicos, mas, abrange desenvolvimento de projetos para micro controladores e para microprocessadores, além de ampliar a atuação sobre o controle de qualidade e de gestão.



B – Curso Técnico de Eletrotécnica. Trata-se de profissão por meio da qual se rege todo o sistema eletrônico que abrange potências, desde um projeto até a sua operação definitiva. São trabalhos de instalações elétricas em indústrias, em prédios e em residências, como também nos sistemas da automação industrial. Nesse ramo, se proporcionam cuidados na utilização mais eficiente de energia elétrica e das fontes energéticas mais alternativas.

C – Curso Técnico de Desenvolvimento de Sistemas. Essa profissão abrange atuação em sistemas mais diferenciados, no caso, os chamados sistemas computacionais. São trabalhos em bancos de dados, por meio de uma linguagem de programação mais específica, como também na realização de testes e na elaboração de documentação para sistemas.

Leia também:  Iped - Curso Gratuito de Contra Baixo

Deste modo, o profissional técnico de desenvolvimento em sistemas atua, também, em meios variados e na definição de melhor análise de dados.

D – Curso Técnico de Segurança do Trabalho. Essa é uma das profissões mais fundamentais. As normas desse trabalho são extremamente rigorosas. Todo Técnico na área de Segurança do trabalho torna-se uma presença indispensável para as diversas modalidades de empreendimentos, incluindo as indústrias, os hospitais, a construção civil, e mesmo as instituições de ensino, entre outras.

E – Curso Técnico de Fabricação Mecânica. Esse profissional tem intensa atuação na indústria, sendo o técnico responsável pela fabricação mecânica, o qual trabalha no processo de fundição, em usinagem convencional e também computadorizada, na caldeiraria e na soldagem, atuando no desenvolvimento dos projetos e avançando no controle de atividades.

F – Curso Técnico de Telecomunicações. Este é um tipo de profissional que quase todo mundo conhece. Responsável pela elaboração dos projetos mais eficientes, de projetos de instalação e de manutenção em sistemas de telecomunicação. Na atualidade, essa área é mais do que necessária, sobretudo para os empregos.

G – Curso Técnico de Transporte Rodoviário. Trata-se de profissional que, literalmente, vive na estrada. São técnicos que atuam no ramo de logística, no sentido de organizar e controlar todo o tráfego rodoviário e o tráfego do transporte de passageiros, além de trabalhar em planejamento e distribuição de pessoas e cargas, conforme o caso. Atua na aplicação de leis de trânsito sobre veículos e no transporte de passageiros, portanto, essa profissão exige muito conhecimento de legislação.

H – Curso Técnico de Edificações. Profissional que atua nas companhias do setor construção civil. São trabalhos em cima dos projetos de edificações, dispensando o planejamento, porém, atuando no desenvolvimento e na execução dos mesmos. Remunerações nessa área iniciam em mais de 2.000 reais. Pode ocupar cargos nas companhias de construção; em escritórios do setor ou até nos canteiros de obras. No caso de ocupar função de técnico em edificações, este profissional obrigatoriamente deve portar registro no CFT.

Leia também:  IFPI tem vagas abertas no curso técnico na área de cozinha

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *