Curso Técnico em Hemoterapia no Cetam

  

  

O Curso Técnico em Hemoterapia do Cetam visa formar profissionais que atuarão diretamente na realização de todos os processos de trabalhos previstos para a utilização do Ciclo do Sangue.

Você já teve a oportunidade de ouvir falar do Cetam, que fica no estado do Amazonas?
Em outras palavras, estamos falando é do Centro de Educação Tecnológica do Amazonas e através do endereço eletrônico http://www.cetam.am.gov.br/curso/tecnico-em-hemoterapia é possível obter maiores informações sobre as inscrições abertas para o curso Técnico em Hemoterapia, ou seja, é um curso onde vão ser formados profissionais que atuarão diretamente na realização de todos os processos de trabalhos previstos para a utilização do Ciclo do Sangue.

Afinal de contas o que seria isso tudo que foi explicado acima?


Significa que esse curso é para aqueles que terão a chance de participar diretamente da recuperação da saúde de diversos tipos de indivíduos que passam por problemas de ordem patológica ou até mesmo de desordens hematológicas como, por exemplo, com a utilização da infusão dos Hemocomponentes e dos seus Hemoderivados, proporcionando a manutenção da qualidade de todos os processos que estão ligados aos produtos.

O curso tem uma carga horária total de exatamente 1.620 horas e o aluno matriculado vai ser capaz de mobilizar e ainda de se articular dentro dos deveres de uma profissão bem eficaz e ao mesmo tempo eficiente, principalmente quando vemos a integração das áreas de suporte no campo tecnológico, científico e ainda valorativo.

Para entender tudo isso o curso mostra para os seus alunos os seguintes pontos:

  

• Buscar através de uma atualização constante e que abrange o auto desenvolvimento, ou seja, de uma forma que brota a utilização de um meio de estudos e também de pesquisas, que conseguem proporcionar alguns pontos de inovações, fora identificar e conseguir incorporar, em alguns casos criticamente, os novos métodos, as técnicas e ainda as tecnologias através de diversas ações e é claro responder para todas às situações cotidianas e aquelas que são imprevisíveis com uma enorme flexibilidade e também sem mencionar a sua criatividade;

• Assumir um tipo de postura profissional que seja condizente com todos os princípios que estão sendo regidos através de ações de uma forma pertinente para a própria Hemoterapia, com uma atuação nas extensas equipes multidisciplinares e ainda com uma relação adequada para os seus profissionais, os seus clientes e é claro todos os fornecedores que estão envolvidos direto no processo, se esquecer da contribuição de uma forma que seja efetiva para atingir os seus objetivos já bem estabelecidos no seu próprio tipo de campo de trabalho;

• E atuar de uma forma que não esqueça do uso da responsabilidade, e que fique comprometido com todos os princípios da bem vista e importante ética, da famosa e bem requisitada nos últimos tempos e bem divulgada em sites e jornais o tema da sustentabilidade ambiental, fora o item da preservação da própria saúde e também do chamado desenvolvimento social. Tudo isso é conseguido com uma ampla orientação das suas atividades por inúmeros valores expressos através da ética profissional, que é resultado da qualidade e ainda de todo o gosto para a execução de um trabalho no sentido de ser bem feito.

Agora que você sabe disso tudo ainda temos as demandas no sentido do processo produtivo, ou seja, o profissional moldado no curso de Técnico em Hemoterapia deverá ampliar as suas competências da seguinte forma:

• Conhecer as opções de fluxo de atividades na área de hemoterapia, que são conhecidas através da expressão de “Ciclo do Sangue”, onde reconhecemos que eles se tornam agente nos processos de ordem técnica e administrativa. Em outros temos a identificação da estrutura e também da organização através do conhecido Sistema Nacional do Sangue e Hemoderivados e ainda dos demais órgãos públicos que são responsáveis por efetuar o gerenciamento, a fiscalização e ainda a normatização de todas as inúmeras Unidades Hemoterápicas que estão espalhadas por todo o Brasil;

• Analisar todo o campo da hemoterapia, considerando os pontos que tocam o contexto social e também da organização do trabalho, mais os aspectos éticos, os aspectos multidisciplinares e todas as relações que interferem diretamente na ação profissional e também nos limites que sempre devem ser respeitados, sem esquecer da identificação de possibilidades que façam a permissão de sua ampliação na sua própria atuação;

• E, no fim, atuação em todos os processos do já mencionado antes trabalho do Ciclo do Sangue, como a sua captação e a triagem de doadores, a esperada coleta, o seu processamento, além do armazenamento, da expedição e da infusão dos hemocomponentes, das inúmeras provas de caráter sorológicas e também imunohematológicas, de acordo com os itens contidos nas normas técnicas, onde temos a parte da biossegurança e das pertinentes no quesito da legislação vigente, visando adquirir à qualidade dos analisados tipos de processos e dos produtos, juntamente com a integridade do cliente e é claro do paciente e com isso garantir a incrementação da segurança de âmbito transfusional.

Por Fernanda de Godoi



Post Comment