Jovem Aprendiz PRONATEC



O programa foi uma forma encontrada pelo governo para encaminhar jovens mais rapidamente ao mercado de trabalho.

Com o objetivo de oferecer uma oportunidade de emprego aos jovens que estão concluindo ou já concluíram o ensino médio, o governo federal criou o chamado Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego – PRONATEC. Como objetivo de assistir às camadas consideradas de baixa renda, foi disponibilizada uma série de cursos técnicos que possibilitam o aprendizado de uma profissão e uma melhor qualificação para ingressarem no mercado de trabalho atual.

Uma das maiores dificuldades para quem tenta arranjar um emprego nos dias atuais é a falta de qualificação e experiência. Aliado ao grau de conhecimento fornecidos com os cursos oferecidos pelo programa, foi lançado também o Jovem Aprendiz PRONATEC, uma forma encontrada pelo governo para que possa encaminhar estes jovens mais rapidamente ao mercado de trabalho. Nesta modalidade, para facilitar seu ingresso, o próprio programa é quem arca com os custos de contratação desta mão de obra que acabou de sair de um curso profissionalizante e busca mercado para colocar em prática o que aprendeu.



Quais empresas podem participar do programa?

Podem aderir ao programa todas as empresas e microempresas brasileiras que possuem a partir de um único funcionário participante. Ao se inscreverem, estas empresas devem contratar jovens aprendizes que deverão cumprir jornada de trabalho de 4 a seis horas diárias e devem recolher apenas 2% para o FGTS dos salários dos mesmos.

Quem pode participar do Jovem Aprendiz PRONATEC?

Todos os jovens que possuem a partir de 15 anos e que vivem em situação de vulnerabilidade e que são estudantes da rede pública de ensino no país podem participar. Além disso, jovens cujas famílias sejam beneficiadas com o Bolsa Família podem se inscrever, assim como os membros de outra comunidades como agricultores, quilombolas, indígenas, outros profissionais que se encontram há um certo tempo fora do mercado de trabalho, indígenas, portadores de necessidades especiais e as que estão inscritas no CadÚnico podem participar.

Além disso, existem outras exigências a serem cumpridas como o aluno ter feito o Enem ou a preferência por trabalhadores do meio rural, pessoas sem emprego ou alunos da rede pública. Estas poderão existir ou não, pois cada instituição de ensino pública que participa do programa possui regras próprias em virtude da falta de um cadastro unificado para o mesmo.



Como o aluno pode fazer sua inscrição no Programa?

Para os interessados em participar, as inscrições podem ser feitas nas instituições de ensino público em cada estado ou pela internet no seguinte endereço: http://pronatec.mec.gov.br/inscricao. Cabe aqui salientar que os cursos deverão ter uma carga horária de 800 horas e que poderão ser ministrados juntamente com os conteúdos escolares para os alunos que ainda não concluíram o ensino médio.

Por Emmanoel Gomes



Post Comment